Páginas

Quero encontrar:

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Um olhar atento, uma cidade inteira

Uma cidade do tamanho desta nos garante inúmeras oportunidades, porém quero me ater somente a oportunidade de olhar. Se você está desprovido de pressa, certamente, conseguirá ver muita coisa por aqui. Uma dica: olhe para tudo estando em qualquer lugar; dos vagões velozes do metro, do assento trepidante do ônibus, nas caminhadas nos parques, da sacada do seu prédio, do alto da Serra da Cantareira e também do alto do Coplan.

São tantas vistas e tantas formas de ver. De um lado ao outro deste universo enlouquecido que nunca para, a garantia de diferentes experiências de observar é certa.
Olhando para o céu se vê aviões, helicópteros de minuto em minuto. Não se vê muitos pássaros, deve ser por causa da fumaça. Às vezes até dá para ver Deus, que também nos olha, questionante, estarrecido, no entanto não deixa de olhar.

Olhe para a terra e verá asfalto, em toda parte, em partes que até não se veria. Em lugar de árvores, asfalto. Em lugar de água, asfalto. Em lugar de vida, asfalto.

Ah! E gente. Muita gente. Gente de todos os tipos e tipinhos. Disso esta selva de pedras é lotada. É sua maior riqueza com certeza. Em cada zona, você se depara com figuras escatológicas. Daquelas que você com fé inabalável acredita ser um E.T. Em outras circunstâncias, essa mesma fé, te faz ter essa mesma crença com relação a si.

Isto aqui é samba, é rock, é eletrônica e outros ritmos. Isto é arte. Isto é vida. Na dúvida, olhe bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine sempre. Essa é a sua arma.